Horário de Verão

horariodeverão-2017_adiantado

Detalhes do evento

  • sábado | 14 de outubro de 2017para quarta-feira | 31 de janeiro de 2018

Horário de Verão Brasil 2017 – 0h do sábado 15/10/2017 até 23:59h do sábado 17/02/2018

Os relógios devem ser adiantados em uma hora – 1 hora a menos = 1 hora de sono a menos!

Horário de verão é um sistema de ajuste temporal, fazendo com que o relógio seja adiantado para que haja o melhor aproveitamento da luz do sol, ao invés das lâmpadas elétricas – é caracterizado pelo adiantamento do relógio em 1 hora.

Este sistema foi inventado pelo norte-americano Benjamin Franklin, em 1784, que tinha a intenção de economizar o uso de velas na casa, adiantando a hora nos relógios. Somente durante a I Guerra Mundial, entre 1914 e 1918, que o horário de verão foi definitivamente instituído na Europa e, logo em seguida, em vários outros países ao redor do mundo.

Atualmente, a ideia do horário de verão é aproveitar ao máximo a luz do dia e economizar no uso de eletricidade com as lâmpadas, principalmente durante o chamado “horário de ponta” (normalmente das 18 horas às 21 horas)

O modo como o horário de verão é aplicado depende de país para país. No Brasil, por exemplo, basta adiantar o relógio em uma hora para obter bons resultados. Porém, existem regiões que precisam de um adiantamento de até duas horas, e em outras o tempo tem que ser diminuído, dependendo muito das necessidades de cada país.

O horário de verão coincide com o fenômeno do solstício de verão, período do ano em que um dos hemisférios da Terra está recebendo luz solar por mais tempo – os dias tornam-se mais longo e as pessoas têm a oportunidade de aproveitar mais da luz do dia.

O horário de verão está presente em 30 países. A exceção fica por conta dos países localizados próximos a linha do Equador, onde não há estações do ano ou outras variações climáticas.

No Brasil as regras que regem o horário brasileiro de verão estão previstas no decreto de lei nº 6.558 de 8 de setembro de 1998. Algumas estimativas preveem que durante o horário de verão brasileiro haja uma economia de 4% a 5% no consumo de energia elétrica.

Durante este período, o Brasil fica com quatro fusos horários diferentes dentro da sua extensão territorial. O estado do Acre, por exemplo, fica com três horas a menos do que a capital Brasília.

Originalmente, o horário de verão surgiu pela primeira vez no Brasil com o Decreto de Lei nº 20.466, de 1 de outubro de 1931, e todas as regiões do país participavam. Em 2015, os estados brasileiros que aderem ao horário de verão são: Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal.